Vale a pena visitar o Caminito, sim

Você está se preparando para ir para a Argentina. Você vai ficar alguns dias em Buenos Aires e começa a pesquisar lugares bacanas para visitar. Uma das primeiras imagens que você vê, senão a primeira, qual é? Advinhou!! O Caminito!

Há quem diga que o Caminito só serve para estampar capas de revistas de turismo. Que não vale a visita! Eu até acho que vale sim!

Mas é aí que vai depender muito do seu objetivo por lá.

Se você pensa em só dar uma passadinha e tirar aquela famosa foto bem na entrada do Caminito, você deverá ficar por lá uns 20 minutos e tudo o mais não terá graça para você.

IMG_3088.JPG

Agora, se você é daqueles ou daquelas que quer explorar um pouquinho mais, eu tenho certeza de que você vai achar não digo um grande barato. Mas, bem bacaninha a visita.

O Caminito é uma ruazinha do tamanho de um quarteirão, com casinhas coloridas. Não são originais e sim restauradas. Outras nem restauradas foram. São simplesmente construções novas que foram colocadas alí.

Na verdade, o Caminito é um lugar planejado para atrair turistas e nem tem tanto assim um valor histórico. Mas…

IMG_3114

Assim que você faz a famosa foto bem na entrada, dançarinos de tango, garçons e vendedores-de-tudo-quanto-é coisa já começam a querer vender de um tudo para você.

O passeio pela rua não dura mais que uns 15 minutos. Existem várias lojas e lojinhas por lá, mas o preço costuma ser bem mais salgado que em outros lugares de Buenos Aires.

IMG_3090.JPG

Você verá com certeza muitos Maradonas, Evitas e todo o tipo de Papa São Francisco. O Papa é argentino então, é Papa para todos os lados e de tudo quanto é jeito! Ah, claro que você verá também Carlos Gardel em tudo que é canto da Argentina!

IMG_3135.JPG

IMG_3107.JPG

Achei engraçado entrar em uma loja e ser abordado por uma funcionária brasileira me orientando a não comprar nada por lá. Ela me disse “Olha, eu trabalho aqui mas seu fosse você não compraria nada pelo Caminito. Não vale a pena. Compre na Rua Florida ou em qualquer outro lugar, mas aqui você pagará mais caro com certeza!”.

Nós já sabíamos mais ou menos o valor de alguns souvenirs e dos alfajores e ela até tinha razão. A maioria dos ítens eram mais caros por lá.

IMG_3132.JPG

O Caminito fica no bairro La Boca. Se você percorrer a sua rua e andar mais umas três quadras no máximo, você chega no mítico estádio do Boca Juniors. O La bombonera.

Antes de viajarmos para Buenos Aires eu tinha lido algumas recomendações de turistas e até da policia local de que o bairro La Boca era perigoso e que devia-se evitar a área e ficar somente no Caminito mesmo.

IMG_3121.JPG

IMG_3104.JPG

Eu estava com a minha esposa e o meu filho e resolvemos arriscar. Afinal, estávamos tão perto! Por que não poderíamos dar um pulinho até o estádio!?

IMG_3145

Já na saída do Caminito tinha um cartaz bem velho do Maradona. Daqueles que você coloca a cabeça do lado de trás e que nunca fica bom na foto. Meu filho foi, colocou a cabeça e eu fiz a foto. Imediatamente surgiu de não sei aonde, um homem me cobrando por ter usando aquele “monumento” para fazer a foto.

O valor nem era tão alto. Preço de um refrigerante talvez. Preferi pagar e não criar caso por tão pouco. Ainda saí agradecendo pelo cartaz “bacana” que ele tinha alí do Maradona. Esse tipo de pegadinha em viagens existem por todos os cantos e países.

DSC00813.JPG

A visitação ao estádio é paga e não é barata. Então, nosso objetivo era apenas tirar uma fotinha na entrada e ir embora.

DSC00818.JPG

DSC00816.JPG

DSC00811.JPG

DSC00819.JPG

Confesso que em um certo momento fiquei apreensivo. De repente me pareceu um bairro estranho, com pessoas estranhas. Em alguns momentos bem deserto. Não ficamos dando muita bobeira por lá.

DSC00814.JPG

DSC00807.JPG

IMG_3153.JPG

Talvez tenha sido exagero da nossa parte, mas preferimos não arriscar. De lá, nós pegamos um taxi e fomos direto para o bairro da Recoleta. Fomos visitar o famoso cemitério da Recoleta e mais alguns museus. Isso já é assunto para um novo post!

Por Marcos Galinari – fotógrafo, videomaker e documentarista // www.instagram.com/marcosgalinari

desvieidarota

Olá! Que bom que você veio! Sou Marcos Galinari, fotógrafo, videomaker, documentarista e apaixonado por contar histórias! Todo mundo já deve ter ouvido falar de uma das 7 maravilhas do mundo ou de um roteiro turístico pra lá de deslumbrante não é mesmo?! Mas, o que acontece quando você literalmente desvia da rota e vai além do cartão postal? Com certeza muitas descobertas e grandes experiências! E é este o meu objetivo por aqui. Dividir com vocês muito mais do que dicas de viagens e turismo. Eu quero, através do "Desviei da Rota", poder inspirar as pessoas através das minhas viagens. Vem desviar da rota comigo!

Deixe uma resposta